Um restaurante por semana 17/52 – Cantina Montechiaro

Quando você conhece um restaurante novo, a experiência vai muito além do momento que você passa lá e da comida que você prova. Cada lugar que você conhece, carrega uma história e o restaurante dessa semana é um lugar com muita história.

O Montechiaro foi fundado em 1974, então tem mais de 40 anos de história para contar. A cantina é super tradicional, com massas preparadas artesanalmente e é conhecida pelos seus pratos fartos.

A gente é super fã da cozinha mais moderna, mas toda vez que visitamos esses lugares super tradicionais, a gente fica impressionado pelo sabor de pratos mais simples.

Isso fica claro logo pelo couvert ($15), mais clássico impossível, com bruschettas rústicas, azeitonas, queijo bem picadinho, sardela, beringela e tudo que você pode imaginar quando pensa na Italia. hahaha

Vocês sabem que quase nunca pedimos o couvert e preferimos sempre as entradas, já que normalmente é tudo meio sem graça. Mas esse couvert do Montechiaro, meu amigo… É um banquete por si só.

Fomos logo para o prato principal e quase ficamos perdidos entre tantas opções. Ao bater o olho no cardápio, não se assuste, porque os pratos são sempre para duas pessoas e que normalmente servem três facilmente. Como queríamos provar de tudo, escolhemos 2 pratos diferentes, mas em meia porção. Meia porção aliás, que serve tranquilamente 2 pessoas.

Eu escolhi o Filetto Sorpresa ($84) , recheado de mussarela de búfala acompanhado de tagliarini na manteiga e sálvia ao molho de vinho tinto e cebola. Uma delícia, a carne recheada, como o nome já sugere, foi surpreendentemente boa.

Mas é unânime a decisão que o prato escolhido pela Isa foi o vencedor: Gnochi de mandioquinha ($63) ao molho branco com funghi secci, com escalopes ao molho madeira. Sério, não dá pra entender como um nhoque pode ser tão gostoso. O molho de cogumelos tem um gosto bem forte e combina MUITO bem com a massa.

Dá pra perceber quando um prato é especialmente bom quando acontece o que tá rolando comigo agora, consigo sentir direitinho o gosto dele só de lembrar. E acho que no final das contas essa é a graça da tradição, só uma receita que é preparada a tanto tempo no mesmo lugar pode chegar a esse nível de perfeição e marcar tanto. Parabéns ao Montechiaro.

Já falamos tanto de lá que nem deu pra falar muito sobre o ambiente. A fachada é super simples e o salão é enorme, com mesas bem grandes, perfeitas para acomodar famílias. O aconchego fica por conta do mobiliário, todo naquela madeira que dá para ver que é maciça.

Outro ponto interessante é a carta de vinho, com opções super gostosas e em conta. Vale a pena dar uma olhada! A cantina Montechiaro fico no Bexiga (claro, né) aqui em São Paulo. Rua Santo Antônio, 844


IMG_7974
IMG_8010 IMG_7992 IMG_7991 IMG_8015 IMG_8045 IMG_8056 IMG_8064 IMG_8061 IMG_8034

Bulldogada

Desde antes da Porpeta entrar na nossa vida a gente pesquisava tudo sobre a raça, até dizia que a Isa era a louca dos Bulldogs. Foi em uma dessas pesquisas que encontramos o Bulldogada, uma página no facebook dedicada a quem tem uma dessas figuras em casa.
A ideia da página é muito boa, como essa raça precisa de cuidados super específicos, nada melhor que um lugar onde todo mundo possa trocar informações e experiências. Já tiramos muitas das nossas dúvidas por lá e acho que já ajudamos bastante também. Isso tudo sem falar que é sempre bom passar pela timeline e ver algum Bulldogzinho fazendo uma pose, né?!
Mas além de ser esse lugar de troca de informações, eles promovem alguns encontros. Sempre morremos de vontade de ir, mas nunca dava certo. Essa final de semana tudo se alinhou e conseguimos ir nesse encontro, que aconteceu no Parque Ibirapuera.
Como é uma raça muito difícil de encontrar pelas ruas, foi muito bizarro chegar no parque e dar de cara com uma multidão de bulldogs. Sério, devia ter uns 80 lá. hahahaha
Nem precisamos dizer o tanto que a Porpeta adorou conhecer tantos familiares, né?! Se você tiver alguma dúvida da aleria dela, é só ver a carinha dela nessas fotos. Prepare-se para a enxurrada de fotos de bulldogs!!!
Ps: Aproveitamos também para gravar um vídeo de como foi o nosso domingo. Logo logo colocamos ele por aqui, só estamos procurando um pouquinho de tempo. Alguém tem aí pra nos emprestar? hahaha

IMG_8536

IMG_8459

IMG_8320

IMG_8335

IMG_8324

IMG_8351

IMG_8362

IMG_8323

IMG_8363

IMG_8375

IMG_8383

IMG_8388

IMG_8409

IMG_8429

IMG_8444

IMG_8450

IMG_8463

IMG_8551

IMG_8539

IMG_8565

IMG_8548

IMG_8481

IMG_8507

Um restaurante por semana 16/52 – Frida & Mina

Hoje não é dia de restaurante! Fato é que, quando se entra na rotina de visitar um desses por semana, chega uma hora em que simplesmente não dá, hahaha.
Sempre tentamos quebrar essa maratona colocando um barzinho ou um lugar mais voltado para drinks no meio, mas hoje vamos virar o jogo. Vamos falar de sobremesa!!!
Os doces sempre ficam meio esquecidos no final do cardápio e várias vezes acabamos pedindo só para constar ou para adoçar o paladar.
No Frida & Mina é diferente, a gente sugere que você tire um dia (pode ser uma tarde também, não tem problema) para visitar esse lugar.
Só de chegar perto você vai sentir um cheiro delicioso, que toma conta do quarteirão. O preparo é feito do zero no próprio lugar e isso faz a diferença no sabor final do sorvete.
A variedade é enorme e com certeza vai te surpreender. Eu, por exemplo, nunca imaginei tomar um sorvete de chocolate com cerveja e, diga-se de passagem, é uma opção deliciosa. Resolvi misturar ele com coco queimado ($12), combinação ousada, mas que funcionou MUITO BEM.
A Isa, como segue sempre uma linha mais clássica, pegou o de chocolate e também o de doce de leite ($12). A combinação ficou maravilhosa, o que prova que o Frida e Mina acerta na inovação e também domina muito bem os clássicos.
Fomos lá em um sábado a tarde, com o ambiente bombando! Tinha fila saindo pela porta e virando a esquina, achamos que ia levar uma eternidade para sermos atendidos, mas a galera lá é tão ágil que em 10 minutos estávamos com o sorvete em mãos, tomando tranquilamente no andar de cima, que é lindo e pouco explorado pelos visitantes.
Já deu para perceber que o Frida e Mina foi apreciadíssimo! Se você quiser uma sobremesa deliciosa, ou só quiser matar a larica de doce no meio da tarde, faça sua visita lá! Ele fica na R. Artur de Azevedo, 1147 – Pinheiros e a gente super recomenda.

IMG_8069

IMG_8071

IMG_8077

IMG_8079

IMG_8086

IMG_8093

IMG_8102

IMG_8104

IMG_8111

IMG_8117

IMG_8114

IMG_8129

IMG_8123

IMG_8118